O que é um Sonho e Porque Sonhamos?

São muitas as definições. Leia a matéria e tire as suas conclusões sobre o que é um sonho.



Um sonho é, na verdade, uma encruzilhada entre ciência, cultura e religião. Para os neurocientistas, ele é apenas uma espécie de tráfego neuroquímico de informações cerebrais sem qualquer sentido formal, ocorrido durante a fase REM (Rapid Eye Movement) do sono.

Para muitas outras correntes, no entanto, nos sonhos, nós repassamos as experiência vividas durante o dia, para fixá-las: é um aprendizado. Mesmo bebês parecem estar revivendo, no berço, as “descobertas” do dia: agarrar, puxar, etc. Recentemente, descobriu-se que a fase REM ocorre mesmo durante a vida intrauterina.

Para as diferentes interpretações culturais e religiosas, no entanto, um sonho vai muito além: ele pode ter caráter premonitório ou ser um pálido reflexo de uma projeção astral, em que o corpo repousa enquanto o espírito vai buscar novos aprendizados – ou satisfazer seus vícios.


Para a psicanálise freudiana, os sonhos são expressões de desejos inconscientes ou reprimidos. A interpretação deles, no entanto, nunca é literal. Carl Gustav Jung (discípulo de Freud e criador da psicoterapia analítica) desenvolveu a teoria dos arquétipos, símbolos universais que permeiam os sonhos de todos os seres humanos.

o que é um sonho

Significado dos Sonhos

Os sonhos têm a capacidade de prender a nossa atenção. Muitas vezes, um sonho enigmático retorna ao nosso pensamento durante todo o dia. Talvez, a explicação mais provável seja a de que os sonhos sejam conselhos, orientações e até mesmo advertências do inconsciente sobre a forma como nós estamos conduzindo a vida.

Por outro lado, o inconsciente, apesar de misterioso, é integrante da nossa mente. por isto, o sonho pode não significar um diálogo, mas apenas a exteriorização de um desejo, de um temor ou mesmo de um problema mais sério, que ocupou tanto espaço em nosso pensamento que nos impediu de chegarmos a uma solução.

Mesmo durante o sonho, continuamos interagindo com o ambiente. Quando carros buzinando passam por uma rua próxima quando estamos dormindo, adicionamos os ruídos à paisagem do sonho. O mesmo ocorre com explosões, conversas, música, etc.

Muitas vezes, o sonho traduz a nossa vontade de transgressão. Por exemplo, uma pessoa em dieta de restrição alimentar rígida pode se refestelar em uma churrascaria durante o repouso noturno. Vale o mesmo para um alcoólatra recém-internado, ainda sofrendo com a síndrome de abstinência.

Os animais também sonham. Se é verdade que treinamos novas habilidades durante o sonho, muitos animais estão se beneficiando com a convivência humana. Em ambiente selvagem, o sono é dividido em períodos curtos, em função da necessidade de vigilância.

Em uma fazenda, quintal ou no conforto da cama dos donos, cavalos, vacas, porcos, cães e gatos dormem por períodos mais longos e já está comprovando que eles sonham – os movimentos das pálpebras, característicos do sono REM, não deixam dúvidas.

Sonhar pode ser premonitório, um diálogo com o inconsciente ou com entidades de outras dimensões, um simples reflexo de ondas cerebrais. Seja como for, sonho e sono são extremamente necessários para a saúde. A privação do sonho (em experimentos clínicos) provocou irritabilidade, dificuldade de concentração e até mesmo alucinações beirando a surtos psicóticos.

+ Leia também: Porque Temos Pesadelos: O que é um Pesadelo?

Bons sonhos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *